2.7.12

"As Brasileiras" (quase) não valeu a pena


Na última quinta-feira (28), já no fim de noite da Globo, foi ao ar o último episódio de "As Brasileiras". "Maria do Brasil" teve como protagonista a nossa magnânima Fernanda Montenegro, na pele de uma atriz que envelheceu sem se tornar a estrela que sempre sonhou ser. Rendeu 12 pontos de audiência na Grande São Paulo, o pior desempenho entre todos os episódios apresentados desde fevereiro. Contudo, como o IBOPE ainda não mede qualidade, vale registrar que esse foi, de longe, o melhor momento da série de Daniel Filho. Não somente pela interpretação de Fernandona, que sempre dispensa adjetivos, mas também pelo texto caprichado que os outros episódios não tiveram. 

Verdade seja dita, não fosse por "Maria do Brasil" e "A Inocente de Brasília", estrelado por Claudia Jimenez e exibido dia 9 de fevereiro, "As Brasileiras" teria sido um equívoco. A série não conseguiu o mesmo saldo positivo que "As Cariocas" (2010), obra que lhe serviu de inspiração. Talvez seja o mal de todo spin-off, se lembrarmos que "Lara com Z" (2011) não teve um terço do bom gosto de "Cinquentinha" (2009), embora ambos tenham sido assinados por um mesmo Aguinaldo Silva.

Desculpe quem acompanhou "As Brasileiras" e vai sentir saudades, mas é bom saber que o projeto acaba aqui. Como se sabe, a Globo não cogita uma nova temporada da série, por não considerar os 16 pontos de média geral um incentivo relevante. Que assim seja... Amém!


Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário