20.12.11

Abertura: "História de Amor" (1995)

Se entrássemos na máquina do tempo agora e retrocedêssemos dez anos, veríamos "História de Amor" em cartaz no "Vale a Pena Ver de Novo". Sucesso de audiência em 1995, na faixa das seis da Globo, o folhetim de Manoel Carlos também alcançou excelentes índices à tarde, entre o final de 2001 e junho de 2002. A repercussão foi tão boa que a emissora escalou outra vitoriosa trama do autor -- "Por Amor" (1997) -- para sucedê-la.

"História de Amor" marcou a estreia de Regina Duarte, que estava comemorando 30 anos de carreira, no horário das 18h. Foi a primeira Helena da veterana atriz, que emplacaria o papel novamente na já citada "Por Amor" e, alguns anos depois, em "Páginas da Vida" (2006).

A trama girava em torno da relação conturbada de Helena com a filha Joyce (Carla Marins, ótima toda vida) e seu romance com o endocrinologista Carlos (José Mayer, em sua primeira de muitas parcerias com Maneco). Carolina Ferraz, na pele da mimada Paula, tentava ferrar (!) com a vida da mocinha. A cena da briga de Helena e Paula, que era obcecada por Carlos, em um posto de gasolina é inesquecível, talvez o grande frisson da novela.



A vinheta de abertura era romantismo puro, em total sintonia com o clima da narrativa. Casal de namorados, beijos, pombos, mar, sol poente e corações por todos os lados. Tudo isso aparecia na peça, em menor ou maior grau. Para completar, ouvíamos Ivan Lins, com "Lembra de Mim", ao fundo. Perfect! Ah, e o logotipo é um dos melhores que já vi.

Recordar é viver!



Siga o blogueiro: @gwtto


Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário