4.8.11

Morte de gay em "Insensato Coração" denuncia realidade

No capítulo de "Insensato Coração" desta quinta-feira (04), vai ao ar uma das cenas mais fortes já vistas na tedramaturgia brasileira (isso se a Globo não resolver picotá-la). É a sequência do assassinato de Gilvan (Miguel Roncato) por Vinícius (Thiago Martins) e seus amigos pitboys. O simples fato do rapaz ser homossexual é o bastante para os criminosos lhe tirarem a vida de maneira brutal e covarde. Assim, os autores Gilberto Braga e Ricardo Linhares denunciam em pleno horário nobre global uma triste realidade: só em 2010, 260 gays, travestis e lésbicas foram assassinados no Brasil. No mínimo, uma vez que não existem estatísticas oficiais sobre este tipo de crime no nosso país.

Confira abaixo os detalhes da cena, de acordo com o site da novela:

Após o ataque de vândalos ao quiosque, Gilvan resolve fazer uma surpresa para Sueli (Louise Cardoso), enfeitando o local com bandeirinhas, sem que ela veja, durante a noite. Justo no momento em que está distraído com o trabalho, ele não percebe a aproximação de seis tipos suspeitos.

Ao se dar conta, está cercado pela gangue: "Que vocês estão querendo aqui?".

"Te ensinar a ser homem", responde Vinícius. Os outros arruaceiros aos poucos se revelam: Marcos (Marcio Alvarez), Lucas (Cristiano Ximenes), Zé Paulo (Daniel Marques) e dois outros sujeitos mal-encarados. Todos começam a empurrar e bater em Gilvan, que tenta se defender como pode.

Mas Vinícius consegue dominá-lo com uma gravata e jogá-lo dentro do quiosque. Desesperado, Gilvan crava as unhas no braço de Vinícius, deixando arranhões profundos. O mau-caráter se irrita e agride ainda mais o garoto. Os outros se assustam e fogem correndo. Logo depois, os gritos de Gilvan silenciam. Vinícius sai do quiosque com uma expressão dura, mudo. E simplesmente vai embora, sem olhar para trás.

P.S.: Os dados citados no início do post foram levantados pelo Grupo Gay da Bahia a partir de notícias de jornal, internet e relatórios enviados. Como disse, não existem números oficiais sobre este tipo de crime no Brasil.


3 Comentários:

yasmin abrantes

é uma injustiça o jeito que a opçao sexual interfere na vida de um cidadao de bem,nao consigo aceitar que em uma sociedade tao moderna e no seculo 21 ainda seja encontrada esse tipo de preconceito e discriminaçao.
um gay nao precisa se esconder por ser o que, uma lesbica tambem,as pessoas sao o que sao e nao é uma opniao da diferentes da delas que vai mudar issso coloquem-se no lugar deles, o desrespeito,o preconceito ja sao fatores indispensaveis para eles se fecharem e nao serem o que eles sao,o BRASIL,so vai ser um PAÍS,quando aprender a respeitar as pessoas e aprender a serem HUMANOS,por que pessoas que agem desta maneira agredindo ao proximo como se ele fosse um BICHO nao é gente nem humano.
falo o que penso e o que acredito!

marcia

as pessoas deveriam se incomodar com fome, miseria, dor e sofrimento das pessoas, perdem tempo querendo saber o que outras pessoas fazem entre quatro paredes! Isso beira o ridiculo, é simplesmente inominável!
Aqui emsalvador tive o desprazer de ter um conhecido, barbaramente assasinado! Deixou uma mãe inconformada! Ela morreu recentemente,pois tristesa também mata! Foi tambémuma mãe vitima doiretae indiretamente por um agressor ao não suportar ficar sem seu filho!

André San

A novela Insensato Coração está fazendo um excepcional trabalho nesta campanha contra a homofobia. Parabéns aos autores por denunciar uma realidade tão absurda. Espero que a campanha não pare por aqui. A partir do momento que até um pai e um filho são confundidos com gays e espancados, é mostra que isso não é um problema apenas para os gays, e sim de toda a sociedade. Violência nunca devia ser tolerada, ainda mais quando é motivada por um ódio gratuito e absurdo. Sonho com uma sociedade mais tolerante, embora eu não seja lá muito otimista com relação a isso...
André San - www.tele-visao.zip.net

Postar um comentário