20.1.12

"Maria do Bairro" volta em fevereiro na tela do SBT

E a catadora is back, folks!!! O SBT já está anunciando durante a programação a quarta reprise de "Maria do Bairro", o último (e mais popular) título da trilogia das "Marias" interpretadas por Thalia. O dramalhão mexicano ganhará um novo repeteco a partir de fevereiro, substituindo "Marimar". Para efeito de curiosidade, vale lembrar que a estreia do folhetim aqui no Brasil aconteceu em fevereiro de 1997, ou seja, há 15 anos. Retorno emblemático, portanto.

Com a reprise de "Marimar", o SBT vem conseguindo números invejáveis durante a tarde, chegando a incomodar até mesmo a poderosa Globo, que exibe filmes na faixa das 16h há décadas e sempre obteve bom resultado com isso. A trama mexicana já chegou a registrar 9 pontos no Ibope, mais da metade do que costuma marcar a "Sessão da Tarde", beliscando também a liderança por alguns minutos. Nos últimos capítulos, "Marimar" vem oscilando entre 7 e 8 pontos médios, sendo assim um dos produtos mais prestigiados da grade do SBT. "Maria do Bairro" vem com a missão de fazer o mesmo estrago.

O fio condutor de "Maria do Bairro" já é amplamente conhecido por todos (até mesmo pela Luiza, que já voltou do Canadá e promete acompanhar a novela), mas vamos dar uma resumida básica aqui. Ao completar 15 anos, a humilde catadora de lixo Maria perde a sua amada madrinha, que lhe criara até então, e é adotada por um milionário. Mas a garota não é bem recebida na mansão da família De la Vega e vira arquirrival da diabólica Soraya Montenegro (Itatí Cantoral), que sempre foi obcecada por seu primo Luís Fernando (Fernando Colunga). Com o tempo, Maria e Luís Fernando acabam se apaixonando e a ira de Soraya aumenta, fazendo com que ela mova céus e terras para destruir a "moooorta de fome", como gosta de chamar a ex-catadora. A história tem ainda uma segunda fase -- mais dramática que a primeira --, com uma passagem de tempo de cerca de 17 anos, onde novos personagens ganham destaque, como Penélope (Ana Patricia Rojo), outra figura perversa no caminho da sofrida Maria do Bairro.

Nem é preciso dizer que vale muito a pena rever "Maria do Bairro", não é?! Espalhem por aí: Soraya, uma das vilãs mais cultuadas pelos noveleiros, está voltando cheia de ternura no coração... só que ao contrário. E para fechar esse post que não trouxe nenhuma novidade, uma liçãozinha da víbora das víboras: La Soraya Montenegro ensina como tratar a criadagem com complacência:


#MUITAMOR


Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário