13.1.12

Destaques da Teledramaturgia 2011

Como prometido no derradeiro post, o Galeria de Novelas se encarrega agora em colocar um ponto final em 2011. Após eleger os piores, este blog trata de coroar aqueles que fizeram bonito e fizeram a diferença no ano que passou. Mas como é verão e muita gente está gozando de merecidas férias, busquei inspiração na Luisa Marilac e "decidi fazer algo de diferente". Resolvi convidar um seleto grupo de blogueiros para tomar uns bons drinks esta espinhosa missão.

São 15 noveleiros na banca de jurados, sendo que cada um deles ficou responsável por bater o martelo em uma categoria diferente. Ou seja, não houve confabulação, voto suspeito em urna ou qualquer tipo de processo eliminatório. Cada jurado, simplesmente, votou em quem bem entendeu, justificou a escolha, citou algumas menções honrosas e pronto. Portanto, caso você considere totalmente despropositado algum resultado ou toda a premiação, chingue a mãe do jurado responsável pela injustiça, não a minha, estamos entendidos? Sendo assim, vamos agora abrir os envelopes dourados e descobrir quais foram os verdadeiros Destaques da Teledramaturgia 2011!

ATRIZ: GLORIA PIRES

André Santana, ou simplesmente André San, é jornalista, telemaníaco e editor do blog Tele-Visão, hospedado no UOL desde 2005. Um dos parceiros mais antigos deste espaço, @AndreSanBlog foi convidado para esta premiação para definir uma categoria disputadíssima, a de "Melhor Atriz". A seguir, seu voto, justificativa e menções honrosas:

Gloria Pires é genial! Vivendo a Norma de "Insensato Coração", a atriz conseguiu marcar todas as diferentes fases da personagem. Minimalista e extremamente natural, Gloria passou todas as emoções de Norma pelo gestual, pelo olhar, pela postura, sem nenhum tipo de pirotecnia, e nos fez acreditar que sua transformação foi real e legítima. A Norma de Gloria valeu a novela, e a personagem merece figurar entre os melhores trabalhos desta atriz incrível!

Menções honrosas: Adriana Esteves (Júlia, "Morde & Assopra"), Lilia Cabral (Griselda, "Fina Estampa") e Regina Duarte (Clô Hayalla, "O Astro")

ATOR: GABRIEL BRAGA NUNES

Emerson Felipe escreve sobre teledramaturgia para o blog Posso Contar Contigo? e, assim como outros jurados dessa banca, adora comentar novelas em seu perfil no Twitter. Aqui, Emerson ficou encarregado em entregar o troféu ao "Melhor Ator" da telinha em 2011. A seguir, seu voto, justificativa e menções honrosas:

Gabriel Braga Nunes interpretou com maestria um vilão tipicamente psicopata, desprovido de moral, protagonizando ótimos momentos como o antagonista Léo em "Insensato Coração". O ator soube imprimir o ar frio e incompassível que o texto de Gilberto Braga e Ricardo Linhares exigia, roubando a cena e brilhando ao lado de sua parceira de cena, Gloria Pires.

Menções honrosas: Rafael Cardoso (Rodrigo, "A Vida da Gente") e Rodrigo Lombardi (Herculano Quintanilha, "O Astro")

ATRIZ COADJUVANTE: CÁSSIA KIS MAGRO

Thicovski escreve em seu blog, o Blogaritmox, sobre TV, música, seriados e entretenimento em geral. Sempre com humor afiado, ele também está no Twitter. A seguir, Thico argumenta porque Cássia Kis Magro foi a "Melhor Atriz Coadjuvante" de 2011:

Ao contrário do que a Globo esperava,"Morde e Assopra" não será lembrada pelos dinossauros e robôs. Estes, por sinal, foram apagados antes mesmo de a novela acabar. Não só pelo fato de ser uma proposta desinteressante; tudo e todos naquela novela foram ofuscados pelo brilho de Cássia Kis Magro em seu papel de Dulce. A trama não foi nenhuma obra-prima, mas a atuação de Cássia dificilmente será esquecida por quem realmente entende de televisão. E pensar que Walcyr Carrasco tentou, ou ao menos se comprometeu a tentar, diminuir gradativamente a participação da personagem, para que não houvesse conflitos com a Griselda que estava por vir. Mas Dulce só fazia crescer. Em algum momento, a interação entre a atriz e a história chegou a uma sintonia tamanha, que o próprio texto era desnecessário para o público se emocionar. Foram várias as cenas em que o olhar dela dizia tudo o que precisávamos saber. Fico feliz de ter tido a chance de presenciar um fenômeno desses!

Menções honrosas: Adriana Garambone (Eva, "Rebelde), Nathalia Dill (Dora, "Cordel Encantado") e Zezé Polessa (Ternurinha, "Cordel Encantado")

ATOR COADJUVANTE: HERSON CAPRI

Um dos idealizadores do blog Agora É Que São Eles, Daniel Pepe conta agora pra gente quem, afinal de contas, foi o "Melhor Ator Coadjuvante" do último ano. A palavra é sua, @Dan_Pepe!

Mais um vilão bem escrito por Gilberto Braga e equipe, que caiu como uma luva pro ator que não tinha um papel dessa importância há tempos. Herson Capri encarnou muito bem o empresário corrupto que se preocupava com a família até o ponto em que seus interesses financeiros não ficassem abalados. Bom texto e boa interpretação resultaram numa mistura que merece ser homenageada.

Menções honrosas: André Gonçalves (Áureo, "Morde & Assopra"), Humberto Martins (Neco, "O Astro") e Marco Ricca (Samir, "O Astro")

PERSONAGEM CÔMICO: ÁUREO (ANDRÉ GONÇALVES)

O psicólogo Lucas Andrade conseguiu um tempinho em sua agenda e também está participando da nossa grandiosa (!) celebração. No Cascudeando, ele escreve sobre TV, música e tudo que renda alguma piadinha aqui e acolá. Conhecendo esse seu lado sarcástico, convidei o @cascudeando para entregar o troféu ao "Melhor Personagem Cômico" de 2011, o que, segundo ele, não foi nada fácil. A seguir, seu eleito:

Fazer rir é muito complicado e o artista que se propõe a isto precisa encarar o desafio. A novela “Morde & Assopra” foi uma das mais irregulares apresentadas pelo autor Walcyr Carrasco. Entretanto, ele conseguiu injetar drama e humor, conquistando audiência e repercussão. Boa parte dessa repercussão deve-se ao personagem Áureo, que ao som da música “Rabiosa” da Shakira, fez caras, bocas e pulos. Acima do tom, o personagem era assumidamente e extremamente gay. Se era apenas uma fase, ele até agora não fechou o armário. E não foi fácil decidir por ele (tive uma ajudinha internáutica do André San pra escolher, mas mesmo sem esta, acredito que inevitavelmente Áureo levaria o voto principal). Eu gosto de um humor que foge um pouco da caricatura, mas André Gonçalves foi visto até na parada gay de São Paulo! Prova de que o público comprou o personagem, da mesma forma que comprou outros tipos característicos do Walcyr Carrasco.

Menções honrosas: Bibi (Maria Clara Gueiros, "Insensato Coração"), Janete e Valéria (Thalita Carauta e Rodrigo Sant’ana, "Zorra Total") , Natalie L’amour (Deborah Secco, “Insensato Coração”), Nelson (Jorge Fernando, “Macho Man”) e  Élcio/Elaine/Pirulitona (Otaviano Costa, “Morde & Assopra”)

PERSONAGEM DRAMÁTICO: CLÔ HAYALLA (REGINA DUARTE)

Júnior Bueno é o nome da fera! Ele escreve para dois blogs (O Cabide Fala e Posso Contar Contigo?, só que eu saiba), trolla a programação da TV no Twitter, esbanja bom humor no Facebook e ainda arruma tempo para atender a pedidos como este. Aqui, Júnior coroa o "Melhor Personagem Dramático" do ano que já se foi:

Pra mim, a personagem dramática do ano tem nome e sobrenome: Clô Hayalla. A escolha de Regina Duarte por uma interpretação exagerada foi um risco, mas graças ao talento e carisma da atriz, a personagem pairava acima do caricato e exagerado. Poucas vezes vimos Regina Duarte tão à vontade em cena. E temos que dizer que tão importante quanto a entrega da outrora namoradinha do Brasil, foi o texto preciso dos autores do remake de "O Astro".

Menções honrosas: Eva (Ana Beatriz Nogueira, "A Vida da Gente"), Norma (Gloria Pires, "Insensato Coração") e Tia Magda (Rosamaria Murtinho, "O Astro")

VILÃO: LÉO (GABRIEL BRAGA NUNES)

Vitor de Oliveira, blogueiro do Eu Prefiro Melão, conseguiu realizar em 2011 um grande objetivo. Seu nome está lá, nos créditos da novela "O Astro", como colaborador dos autores Alcides Nogueira e Geraldo Carneiro. Guardem esse nome, people! Na nossa premiação, @vitorlive teve a sorte de definir uma categoria que é puro veneno, "Melhor Vilão":

Tanto Marco Ricca quanto Humberto Martins mereceriam o prêmio de melhor vilão do ano pelos diabólicos Samir e Neco de "O Astro", respectivamente. Além de toda maldade, item indispensável a qualquer bom vilão, emprestaram ironia e sarcasmo na dose certa aos personagens. Geniais! Mas como fui um dos roteiristas da novela, ia parecer marmelada se votasse em algum deles, por isso, meu voto vai para Gabriel Braga Nunes que, na pele do Léo, aproveitou a grande oportunidade de viver um vilão com a grife Gilberto Braga (em parceria com Ricardo Linhares) e simplesmente arrasou, explorando todas as potencialidades do excelente texto e sabendo dosar charme, cinismo, frieza e muita maldade, mas sem nunca esquecer o lado humano do riquíssimo personagem, como por exemplo, o amor pela mãe. Gabriel é um dos maiores talentos de sua geração e foi um dos grandes destaques de "Insensato Coração".

Menções honrosas: Samir (Marco Ricca, "O Astro"), Neco (Humberto Martins, "O Astro") e Amin (Tato Gabus, "O Astro")

CASAL: JÔSE E MÁRCIO (FERNDANDA RODRIGUES E THIAGO FRAGOSO)

Isaac Abda encabeça a equipe do Posso Contar Contigo?, blog que aborda as novidades e homenageia a memória da teledramaturgia, assim como este. E como todo bom blogueiro, ele também solta as suas agulhadas no Twitter. Convidado para esta banca de jurados, Abda ficou encarregado de eleger o "Melhor Casal" de 2011. Sua escolha surpreendeu, veja:

Jôse e o Márcio, personagens de Fernanda Rodrigues e Thiago Fragoso em "O Astro", formaram um apaixonado, mas sobretudo, um apaixonante casal. Imagino a dificuldade dos autores por terem que escolher entre eles e o par formado também pelo Márcio com a Lili, de Alinne Moraes. Torci pelo romance e sofri ao assistir a emocionante cena da morte da mocinha, tão bem defendida pela Fernanda. Houve a tão falada química entre o Márcio e a Lili, o casal foi responsável por momentos de pleno romantismo, poesia, amor incondicional... Sem dúvida, foram os mocinhos de 2011!

Menções Honrosas: Açucena e Jesuíno (Bianca Bin e Cauã Reymond, "Cordel Encantado"), Amanda e Herculano (Carolina Ferraz e Rodrigo Lombardi, "O Astro") e Arminda e Joca (Bianca Rinaldi e Caio Junqueira, "Ribeirão do Tempo")

AUTORIA: DUCA RACHID E THELMA GUEDES

João Paulo Dell Santo é editor do RD1 Audiência, um dos mais importantes sites de televisão que temos atualmente. TV também é o seu assunto preferido no Twitter. Aqui, a missão do João Paulo é laurear o "Melhor Autor" do último ano --- no caso, "Melhores Autoras":

Quando o assunto é autor, não tem jeito, a dupla Thelma Guedes e Duca Rachid merece todas as glórias pela magistral “Cordel Encantado”. Uma mistura de cangaço e realeza europeia poderia soar como extravagante para alguns, ou como ousado para outros. Mas não, a dupla, depois das bem-sucedidas “O Profeta” (remake) e “Cama de Gato”, provou que tem talento e tino para o sucesso. Do elenco primoroso, destaque para Bruno Gagliasso, Cauã Reymond, Natália Dill, Débora Bloch, Osmar Prado, Domingos Montagner, Marcos Caruso, Zezé Polessa, Carmo Dalla Vecchia, Tuca Andrada, Heloísa Périssé, Mariana Lima, Matheus Nachtergaele; passando pela cenografia, direção impecável, figurino, enredo, trilha sonora, enfim, “Cordel” foi um “acerto generalizado”. Seja pela ousadia, sem perder a coerência e a lógica, seja pelo fantástico da proposta, um tanto o quanto inovadora. Não chega a ser repetitivo dizer que o folhetim de Thelma e Duca foi o melhor do ano, tornando essa dupla a melhor também.

Menções honrosas: Aguinaldo Silva ("Fina Estampa"), Alcides Nogueira ("O Astro"), Cristianne Fridman ("Vidas em Jogo"), Gilberto Braga e Ricardo Linhares ("Insensato Coração") e Lícia Manzo ("A Vida da Gente")

DIREÇÃO: AMORA MAUTNER

Fábio Dias é uma das brilhantes cabeças por trás do O Cabide Fala, blog que aborda assuntos como moda, culinária, música, cinema e, em especial, novelas. Nesse momento, @fabiodiasr está com a estatueta de "Melhor Direção" de 2011 em mãos para entregar à...

Amora Mautner, pela superprodução e obra cinematográfica feita em "Cordel Encantado". A trama foi o grande destaque da teledramaturgia em 2011, seria injusto deixar a direção dessa novela de fora. Uma produção que foge do habitual, afinal foi uma mistura de cangaço e nobreza real.  Segundo o site Teledramaturgia, "Cordel" foi a primeira novela gravada em 24 quadros, tecnologia na qual a câmera tira 24 fotos por segundo, como nas filmagens de cinema --- em geral as novelas são gravadas a 30 quadros por segundo. Vale lembrar que, apesar de ter tido alguns problemas de bastidores (como atraso nas gravações e desentendimento entre atores), nada atrapalhou o andamento da novela, tudo foi contornado de maneira profissional.

Menções honrosas: Jayme Monjardim ("A Vida da Gente"), Mauro Mendonça Filho ("O Astro") e Wolf Maya ("Fina Estampa")

ABERTURA: "A VIDA DA GENTE"

O jornalista Paulo Ricardo Diniz está em festa. É que seu blog, o Zappiando, outro excelente espaço dedicado à telenovela brasileira, está comemorando um ano no ar. Que seja o primeiro de muitos! Aqui, @diniz_paulinho ficou incumbido de nomear a "Melhor Vinheta de Abertura" das últimas produções dramatúrgicas. Diz aí, Paulo!

A abertura de "A Vida da Gente" e seu tema formam um casamento bem sucedido. Mais do que apenas imagens dos atores, é uma produção de cenas que transmitem ao telespectador passagens da vida dos personagens protagonistas. É bem feita e bem produzida. Simples, mas não boba. É perceptível a atenção, a preparação e o cuidado em fazê-la. E o melhor, tem tudo a ver com a história.

Menções honrosas: "Aquele Beijo", "Cordel Encantado" e "Fina Estampa"

SÉRIE: "TAPAS & BEIJOS"

O jornalista Hugo Bessa se diz apaixonado por televisão, especialmente pelas novelas. E como todo telemaníaco que se preze, também tem um blog, o ótimo Apanhando Geral, onde expressa a sua opinião sobre esse veículo. Mas quando o assunto é outro (ou não), Hugo faz bom uso do seu perfil no Facebook. Convidado de última hora para participar de nosso juri, o jornalista não titubeou e aceitou a tarefa de eleger a "Melhor Série" de 2011, uma importante categoria que por pouco não ficou de fora. Seria um crime! Veja o que o Bessa diz:

Por aliar um texto correto, boas interpretações (como Andréa Beltrão e Fernanda Torres, só pra citar as protagonistas) e popularidade, "Tapas & Beijos" merece o título de melhor série nacional de 2011. Com a difícil missão de pelo menos manter a audiência do "Casseta e Planeta", o programa foi além: conquistou mais telespectadores para o horário e se tornou popular. Hoje é a série mais comentada pelas pessoas. O grande mérito da comédia foi conseguir conquistar a tão falada nova classe C sem cair no popularesco, o que a fez atrair a simpatia de parte das classes A e B.

Menções honrosas: "A Grande Família", "Divã" e "Força-Tarefa"

CENA: MORTE DO VILÃO LÉO ("INSENSATO CORAÇÃO")

No blog Os Colunáveis, Guilherme Diaz comenta e informa sobre os mais variados assuntos, sempre de maneira bem-humorada. O espaço é atualizado por, pelo menos, mais meia-dúzia de figuras. No Twitter, Guilherme se apresenta como ator, blogueiro, imitador e cupido. Oi? Na nossa premiação, ele conseguiu descolar a categoria "Melhor Cena", pela qual a maioria dos jurados disputou a tapa nos backstages. Resta saber se Diaz fez justiça, o que descobriremos agora:

A escolha não foi difícil, apesar de ser de imensa responsabilidade. A cena escolhida por mim foi o momento em que o Leonardo Brandão (Gabriel Braga Nunes), vilão-mor de "Insensato Coração", morre por encomenda. Falada por Norma (Glória Pires) praticamente a novela inteira, a tal vingança foi cumprida com êxito. Ao som de 2º Movimento ("Allegretto"), de Beethoven, e também "Satisfaction", da banda Rolling Stones, Léo partiu dessa para uma pior. A cena, exibida dia 19 de agosto, foi a melhor do ano.

Menções honrosas: Acidente de carro sofrido por Marcela ("Ti-Ti-Ti", 16/03), Beijo de Marcela e Marina ("Amor e Revolução", 12/05), Clara assassina Saulo ("Passione", 14/01), Morte de Dulce ("Morde e Assopra", 14/10),  Nikita detecta que Nelson e Valéria transaram ("Macho Man", 13/05)

TRILHA SONORA: "CORDEL ENCANTADO"

Walter de Azevedo é roteirista, vidrado em novelas e apaixonado por música. Seu blog, aliás, reúne essas três coisas. No Tocou na Novela, @WalterdeAzevedo tira do baú antigas trilhas sonoras de novelas, comenta sobre e disponibiliza downloads. E sua categoria aqui não poderia ser outra senão "Melhor Trilha Sonora":

Sem dúvida alguma, a trilha de "Cordel Encantado" foi a melhor. A escolha das músicas combinava perfeitamente com a ambientação da novela. Além de muito bonitas, a maioria das canções casava com os personagens, fazendo com que as cenas crescessem artisticamente. Destaque para a bela "Quando Assim", de Núria Mallena, tema de Augusto (Carmo Dalla Vecchia) e Maria Cesária (Lucy Ramos), ou a canção de abertura, "Minha Princesa Cordel", em sensível interpretação de Gilberto Gil e Roberta Sá.

Menção honrosa: "Insensato Coração"

REVELAÇÃO: RODRIGO SANT'ANNA E THALITA CARAUTA

A autora Letícia Dornelles é a última but not least jurada desta edição do DT2011. Atualmente na equipe de roteiristas da Rede Record, Dornelles tem no currículo novelas como "Por Amor" (1997), "Andando nas Nuvens" (1999), "Metamorphoses" (2004) e "Amigas & Rivais" (2007), além de outros trabalhos na TV e fora dela. A seguir, ela aponta a principal "Revelação" do último ano:

Não conhecia o trabalho dos atores Rodrigo Sant'anna e Thalita Carauta, que vivem a dupla Valéria e Janete no humorístico "Zorra Total", e me tornei fã. São divertidíssimos! Que venham mais personagens alto-astral para alegrar o Brasil. Sorte e sucesso!

Menções honrosas: Nenhuma.

MELHOR NOVELA: "CORDEL ENCANTADO"

Esta, por ser a principal categoria, ficou a cargo do público. Os leitores do blog votaram e, após dois meses, definiram a "Melhor Novela" de 2011. Foram 1.255 internautas, sendo que 370 (29,48%%) clicaram na grande campeã.

Em "Cordel Encantado", Duca Rachid e Thelma Guedes uniram dois universos aparentemente improváveis: o sertão brasileiro com um fictício reino europeu. O resultado foi uma novela atemporal de encher os olhos, amplamente aplaudida pelo público e, principalmente, pela crítica especializada, que a considerou inovadora. A produção também impressionou pelo excelente acabamento técnico. Fotografia, produção de arte, trilha sonora e figurino perfeitos. Por isso tudo e mais um pouco, "Cordel Encantado" é eleita pelo blog a melhor novela de 2011. Um viva à ousadia!

Menções honrosas: "Fina Estampa" (272 votos), "Insensato Coração" (224 votos), "A Vida da Gente" (216 votos), "Vidas em Jogo" (116 votos) e "O Astro" (57 votos)

--- # ---

Pronto, fim de festa! Obrigado aos amigos que participaram brilhantemente da nossa singela premiação. Vocês são demais! Um obrigado também aos leitores que fizeram a gentileza de votar na nossa enquete. Vocês fizeram toda a diferença, queridos!

Agora é só comentar. Gostou disso tudo? Sim ou com certeza? Hehehehe... Até a próxima!


Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário