8.11.11

"A Vida da Gente" perde ritmo com coma da protagonista

Uma grande parcela da audiência deste blog se diz decepcionada com "A Vida da Gente". A nova novela das seis da Globo, há mais de um mês no ar, começou muito bem, com uma primeira semana digna de folhetim das nove, mas parece ter perdido parte de seu encanto.

Os leitores veem reclamando do tom apático que a história de Lícia Manzo ganhou nos últimos capítulos. Para eles, o coma da protagonista vivida por Fernanda Vasconcellos está sendo mal executado, cansativo, sendo apontado como o grande equívoco ali. "Cadê o letreiro 'anos depois'?", perguntou um internauta dia desses.

Ana está inconsciente há quase um mês e deve permanecer assim por mais algum tempo. Enquanto isso, a paciência do público é cada vez menor.

De acordo com a colunista Patrícia Kogut, no capítulo do próximo dia 17, a filha predileta de Eva (Ana Beatriz Nogueira) dará o primeiro sinal de que poderá voltar do coma, ao apertar a mão da mãe. Este será o primeiro de alguns gestos que estão por vir.

Depois que acordar, a personagem passará por um trabalho intensivo de recuperação, com fisioterapeuta e fonoaudióloga. Traduzindo: vem mais amolação por aí. Lícia Manzo parece buscar inspiração naquilo que Manoel Carlos tem de pior.

Tomara que essa fase entediante não seja tão longa, pois "A Vida da Gente", apesar de tudo, é uma boa novela.


Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário