Resumo Semanal (12/09 - 16/09): "Amor e Revolução"
















SBT - DE SEGUNDA A SEXTA - 22H15

Segunda-feira, 12/09/2011 - capítulo 115
Miriam e Maria se encontram no toalete

Marcela e Thiago elogiam a barriga de Marina. No quartel, José e Lobo Guerra discutem sobre o acidente aéreo em que Castelo Branco estava. Lobo Guerra diz a José que a atitude contestadora dele pode lhe causar sérios problemas. Tavares vai à casa de Lúcia e a seduz. Ele coloca um grampo no telefone. Ao telefone, João diz para Maria ir à cantina de Beto, pois quer vê-la. No quartel, Tavares ouve a conversa entre os dois. Padre Inácio está aflito, pois Marília está na maternidade para ter o bebê.

Maria diz a Jandira e Batistelli que está de saída. A guerrilheira vai encontrar o irmão. Jandira aconselha Maria a ficar atenta. Tavares telefona para Aranha e o informa que Maria vai se encontrar com João na cantina de Beto. Maria chega à cantina e reencontra João e Mário. Ao ver Maria, Miriam telefona para José e diz que Maria está nos braços de Mário. Aranha manda Fritz reunir os policiais para fechar o cerco na cantina de Beto e prender Maria. Jeová tenta avisar Beto que Aranha está a caminho da cantina para prender Maria.

Miriam e Maria se encontram no toalete da cantina. As duas trocam ofensas. Filinto e Violeta falam sobre os planos de casamento a Ana e Lobo Guerra. Batistelli reúne os guerrilheiros para traçar a missão de “expropriação” ao trem pagador. Ana e Lobo Guerra aconselham Filinto e Violeta a pensar em uma cerimônia mais íntima e simples. José chega à cantina. Mário o vê e beija Maria. José vê a cena e fica estarrecido.


Terça-feira, 13/09/2011 - capítulo 116
José pede perdão a Miriam

Miriam diz a José que Maria e Mário são amantes há muito tempo. Maria tenta convencer José de que Mário a beijou sem ela querer. Maria pede para Mário dizer a verdade a José. Mário diz que a verdade é que ele ama Maria muito antes de José conhecê-la. José diz que Maria quebou a confiança dele para sempre. Batistelli diz aos guerrilheiros que para a missão de “expropriação” ao trem pagador eles vão se disfarçar de padres e freiras. Mário diz a José que ele e Maria têm um caso. José fala que Maria não presta. Maria entra em prantos. Jeová informa Beto que Aranha está a caminho da cantina para prender Maria. Beto avisa Maria imediatamente e diz para a guerrilheira fugir.

Miriam segura Maria para que Aranha a prenda. João ajuda a irmã. Maria, Mário e João saem da cantina. Aranha, Fritz e os policiais do Dops chegam à cantina. O delegado pergunta a José onde Maria está. Miriam diz que a guerrilheira fugiu, pois alguém avisou que eles estavam chegando. Mário e Maria conseguem fugir de carro, mas Aranha os vê. O delegado e Fritz começam a perseguir os dois. Thiago e Marina começam uma discussão por conta da cor do quarto do bebê. Marcela manda Thiago sair da sala, pois ele está irritando Marina, que não pode passar nervoso. A viatura de Aranha e Fritz se aproxima do carro de Maria e Mário. A guerrilheira entra em pânico. Fritz atropela um pedestre.

Mário e Maria conseguem escapar. Jandira diz aos guerrilheiros que a missão de “expropriação” acontecerá no mesmo dia do casamento de Violeta e Filinto. Batistelli divide o grupo para as duas missões. Nina chega ao “aparelho” e conta aos guerrilheiros que Odete e as filhas conseguiram atravessar a fronteira. Maria chega ao “aparelho” com Mário. A guerrilheira está em prantos. Jandira e Batistelli aconselham Maria a esquecer José de uma vez por todas. Miriam continua a “envenenar” José contra Maria. Ela diz a José que Maria queria destruí-lo porque ele é filho do general Lobo Guerra. José pede perdão a Miriam e diz que ela estava certa.


Quarta-feira, 14/09/2011 - capítulo 117
Cardoso fica com o corpo coberto de chamas

Maria telefona para Lúcia e diz que está bem, pois alguém avisou Beto Grande que os policiais estavam chegando à cantina e ela fugiu em tempo. No teatro, Jeová revela a Duarte seu medo de que Aranha descubra que foi ele quem contou a Beto Grande que Aranha estava a caminho da cantina. Duarte tenta tranquilizar Jeová. Maria pergunta para Mário por que ele mentiu para José. A guerrilheira pede para Mário dizer a verdade para o militar. Maria manda Mário ir embora. Insistente, Mário diz que a história de Maria e José chegou ao fim. Padre Inácio conta a padre Bento que seu filho nasceu. No quartel, Tavares e Borges ouvem por meio do grampo a conversa entre Lúcia e Maria.

Marcela pede para Marina mostrar a barriga e a acaricia. Jandira, Batistelli, Bartolomeu e Davi estão de saída para a missão de “expropriação” ao trem pagador. Maria e Heloisa vão ficar em casa, pois estão doentes. Jandira afirma a Maria que quer que Lúcia crie Ernesto caso acanteça algo com ela. No trem, Jandira e Batistelli estão disfarçados de religiosos. Eles conversam sobre a tática para pegar o dinheiro. Os guerrilheiros estão tensos, pois o trem tem muitos guardas. Jandira finge sentir uma dor no peito. Disfarçado de padre, Batistelli diz que a freira (Jandira) está sofrendo um ataque do coração. Os guardas chegam para socorrer Jandira e são imobilizados pelos guerrilheiros. Batistelli e Jandira fazem um guarda de refém para conseguir entrar no vagão que está a quantia de dinheiro. Na redação do jornal, Marina sente fortes dores no ventre. Ela pede socorro a Marcela e Thiago. Ela é levada para o hospital.

Na mansão Guerra, Violeta está vestida de noiva e conversa com Ana no quarto. Ana pede que Violeta faça Filinto feliz. Os guerrilheiros conseguem pegar as malas de dinheiro que estavam trancadas em um vagão. Marília chega à igreja com o bebê. Padre Inácio fica maravilhado e segura a criança em seus braços. Aranha e os policias estão na estação de trem à espera dos guerrilheiros. Ao desembarcar as malas, os guerrilheiros são vistos pelos policiais, que abrem fogo. Troca de tiro. Um dos guerrilheiros é atingido na perna. Batistelli joga coquetel Molotov. Cardoso é atingido e fica com o corpo coberto de chamas. Davi chega com carro e os guerrilheiros conseguem fugir com as malas de dinheiro.


Quinta-feira, 15/09/2011 - capítulo 118
Bartolomeu entra em pânico

Maria fala aos guerrilheiros que quer conversar com José e explicar o que aconteceu. Miriam conta a Mário que José quer remarcar a data do casamento. Mário diz que Maria não quer olhar na cara dele. Stela diz a João que aceitou o convite para posar nua. Lobo Guerra pergunta a Filinto se ele tem certeza de que quer casar com Violeta. Filinto revela ao pai que ainda não teve uma noite de amor com Violeta. Feliciana telefona para Lobo Guerra e diz que a felicidade dele está com os dias contados. Ela o ameaça ao dizer que vai mandar um dossiê para os jornais internacionais.

Ana elogia Violeta e diz que ela está maravilhosa de noiva. Ana comenta que o vestido dela é muito semelhante ao que Olivia usou. Ana pergunta se a semelhança tem algum propósito. Violeta se embaraça. Evasiva, Violeta diz que mal pode esperar para ver Filinto no altar. Os policiais perseguem os guerrilheiros. Tavares coloca grampo no telefone do quartel. Coronel Santos não concorda com a atitude do militar. Maria telefona para José no quartel. José diz a ela que voltou com Miriam e desliga o telefone. Padre Inácio pede perdão a Marília por ter duvidado da paternidade do bebê, que é muito parecido com ele. Mas ele diz que não pode registrar Jorge. Marília o ameaça ao dizer que vai fazer um escândalo.

No hospital, o médico examina Marina, que sente fortes dores. Durante a perseguição, policiais e guerrilheiros trocam tiros. O médico revela a Marcela e Thiago que terá que fazer uma cesárea em Marina, pois os batimentos cardíacos do bebê estão fracos. Marcela e Thiago ficam desesperados. Marília diz a padre Inácio que vai fazer um escândalo no casamento de Violeta e Filinto. Durante a perseguição, Aranha consegue atingir Davi. Bartolomeu entra em pânico e diz Jandira e Batistelli que Davi não está respirando.


Sexta-feira, 16/09/2011 - capítulo 119
Padre Inácio promete se casar com Marília

Ana diz a Filinto que Violeta está linda. Violeta telefona para José e pede para ele entrar com ela na igreja. José diz que não pode. Padre Inácio promete se casar com Marília, mas se largar a batina. O médico confessa a Marcela e Thiago que o bebê de Marina não resistiu à cirurgia. Os primeiros convidados chegam à igreja para o casamento de Violeta e Filinto. Os guerrilheiros estão em desespero com a morte de Davi e Felipe. Jandira e Bartolomeu falam em deixar os dois corpos na porta de um hospital. Batistelli diz que eles não podem arriscar a missão. Violeta chega à porta da igreja.

Ana caminha com Filinto até o altar. Violeta aparece na porta da igreja e caminha vagarosamente até o altar. Violeta tem uma expressão tensa e transtornada. No altar, Filinto tenta beijá-la, mas ela desvia o rosto. Padre Inácio dá início à cerimônia. Lobo guerra diz a Ana que Violeta parece muito nervosa. Marília está com padre Bento na sacristia. Ela diz que padre Inácio a enrolou e vai entrar na igreja para fazer um escândalo na frente de todos. Padre Bento a impede. Após a perseguição, os policiais chegam ao Dops.

Aranha está furioso, pois os guerrilheiros conseguiram escapar e Cardoso está morto. Fritz diz a Aranha que os guerrilheiros estão com dinheiro para comprar armamento. Jandira, Batistelli e Bartolomeu deixam os corpos de Davi e Felipe em frente a um hospital. Thiago telefona para João e conta que seu bebê com Marina faleceu. Ele diz que terá de dar a notícia a Marina, pois ela ainda não sabe. Padre Inácio continua a cerimônia e faz elogios a Filinto. Violeta está extremamente nervosa.