6.11.10

Novela do SBT já tem sua protagonista

A atriz que protagonizará "Amor e Revolução" acaba de ser definida: Graziella Schmitt. A gaúcha, de 29 anos, levou a melhor nos testes realizados nos últimos dias e está confirmada no principal papel da próxima novela de Tiago Santiago no SBT. Vitoria Frate (fez “Caminho das Índias”, 2009), Nina Moreno (filha de Marília Pêra e Nelson Motta), Tatyane Goulart (esteve em “Cinquentinha”, 2009), Viviane Victorette (longe das novelas desde “Duas Caras”, 2007) e Dayane Mesquita (protagonista de “Vende-se um Véu de Noiva”, 2009) também estavam na disputa pelo papel, segundo informação do jornal Agora São Paulo.

Na história, Graziella será Maria, uma líder estudantil que entra na luta armada contra a ditadura e acaba se apaixonando pelo personagem de Claudio Lins, o mocinho José Guerra. Está justificado o engenhoso (!) título da trama, não?!

Paquita da Xuxa por cinco anos, Graziella fez alguns trabalhos na Globo ao longo desta década. Esteve no seriado “Sandy & Junior” (2001), viveu a secretária Tina em “A Favorita” (2008) e participou de três temporadas de “Malhação” (2004, 2005 e 2009). A quem interessar possa, a bela loira é namorada de Bruno Ferrari, ator contratado da Record.

“Amor e Revolução” está prevista para estrear em março no SBT, na faixa das 22h, substituindo a reprise de “A História de Ana Raio e Zé Trovão".

E POR FALAR EM PROTAGONISTA...

Giovanna Antonelli, que está nas nuvens com a chegada das gêmeas Antônia e Sofia, aceitou o posto de mocinha da próxima novela de Miguel Falabella, "Um Mundo Melhor", que estreia na Globo no final de 2011 na faixa das 19h, na sequência da comédia de Walcyr Carrasco.


5 Comentários:

James Lee

Gostei da escolha, ela é boa atriz e muito bonita também!

Matheus Goulart

Gosto muito dela e acho que era a que interpretava melhor em "Malhação ID". Fala bem e tem atitude.

Tô Ligado

Aos poucos o TS vem moldando a dramaturgia do SBT. Resta saber se o Tio SS vai permitir as mudancas.

J. Júnior

Uma ótima notícia! É a oportunidade que a bela e talentosa Graziella Schmitt precisava. Ela já é um dos motivos que me levarão a assistir "Amor e Revolução".

Britto

Linda ela é, resta saber se vai dar conta de transformar o texto fraco do Santiago em obra-prima. Carla Marins se deu bem nesse sentido...

Postar um comentário